Reformar casas gastando pouco, dicas

Você está insatisfeito com a aparência do seu quarto, o piso da cozinha não te agrada como antes e o espaço do imóvel não comporta mais a sua família? Então chegou a hora de reformar sua casa. Para realizar as mudanças devidas é necessário dinheiro, pois os materiais, mão de obra e artigos e decoração demandam um custo que nem sempre é apropriado para o seu bolso. Para te ajudar a economizar na reforma, separamos algumas dicas.

Leia também:   Dicas para reformar o banheiro

 

Planejamento em uma reforma é fundamental (Foto: Divulgação)

Planejamento

Reformas realizadas de um dia para o outro geralmente não dão certo. Você decidiu mudar a sua casa? Então faça um planejamento. Pesquise os preços dos itens que vai precisar, junte com o custo da mão de obra e veja se o dinheiro que possui vai dar para arcar com esses custos. Quando se começa uma reforma sem planejamento o dinheiro acaba antes da obra e sempre fica algo por fazer. Por isso, reserve dinheiro, e guarde sempre uma quantia 10% maior do que o seu planejamento exigiu, para conseguir arcar com custos eventuais.

Leia também: Janelas em promoção, fotos, onde comprar

 

Pesquise o preço antes de fazer uma reforma (Foto: Divulgação)

Pesquisa de preço

Antes de contratar um pedreiro, pintor e arquiteto, pesquise o preço. O mesmo vale para o material de construção. Além de levar em consideração o valor dos itens, veja também a durabilidade e a economia a médio e longo prazo. Às vezes o que é mais em conta agora quebra rapidamente, gerando uma manutenção mais cara. O mesmo vale para os serviços. Contrate profissionais recomendados por outros clientes, que não tem histórico de atraso na entrega. Para gastar pouco, pesquise muito.

Leia também: Pastilhas e revestimentos para banheiros

 

Não desperdice durante a reforma (Foto: Divulgação)

Desperdício

O inimigo oculto da reforma é o desperdício. O material pode ser perdido no transporte ou na hora que os pedreiros, pintores e demais funcionários envolvido no projeto forem utilizá-los. Também é comum que o dono do imóvel queira comprar tudo novo, achando que vai melhorar a qualidade. Isso nem sempre é verdade. Procure reaproveitar tudo que der. Vasos sanitários, pias, torneiras, pisos e azulejos podem ser reutilizados. E não se esqueça de ficar de olho no desperdício.